Notícias e Variedades de Macaé
Início » Lazer » Gastronomia » Tronco da Tia Santa é a receita da família Monteiro

Tronco da Tia Santa é a receita da família Monteiro

sex, 08/05/2020 - 14:16 -- Alice Cordeiro
Categoria: 
Créditos: 
Alle Tavares
receita de bolo de tronco

A primeira impressão de seriedade, ao se apresentar como Maria José, ficou para trás quando Dona Santa – como é conhecida – contou com carinho e bom humor a trajetória de sua família em Macaé e o amor que sente ao fazer seus famosos doces.

Rodeada pelas três filhas, genros, netos, netas e pelo marido Raphael Monteiro, de 80 anos, que a acompanha há 55, Maria José Barroco Monteiro, de 78, revela que aprendeu a confeitar bolos olhando pelo buraco da fechadura de uma tradicional boleira em Conceição de Macabu, sua cidade natal.

bolo de tronco “Sempre fui interessada por cozinha e, desde pequena, queria ajudar minha mãe. Quando era adolescente aprendi a fazer doces, bolos e glacê com uma doceira, em Conceição. Ela nos ensinava tudo, mas na hora de confeitar os bolos se trancava em um quarto para ninguém a incomodar. Como eu queria aprender, olhava pelo buraco da fechadura. Até que um dia ela descobriu meu interesse e me chamou para dentro do quarto”, lembra.

Caçula de oito irmãos, Maria José ganhou o apelido de Santinha graças a uma irmã que não aceitava o nome Maria José por achar que poderia estar relacionado o sofrimento dos pais de Jesus. “Ela tinha medo que o nome me trouxesse sofrimentos e passou a me chamar de Santinha. O apelido pegou e hoje todos me conhecem assim”, explica.

Doceira de mão cheia, Dona Santa faz bolos e doces desde os 18 anos. Muitos enfeitaram diferentes tipos de festas, aniversários, formaturas e casamentos. Entre eles o de suas filhas, Cristina, de 54 anos,Rose, de 50 anos, eCláudia, de 47. “Também fiz o bolo das minhas bodas de ouro”, conta.

familia Monteiro de macaéO famoso tronco entrou na vida da família através de uma amiga que passou a receita para ela há mais de 40 anos, desde então é sua receita de maior sucesso. Principalmente entre as crianças. Muitas a conheceram através da extinta escola “Gotinhas do Saber” que funcionou no Centro de Macaé, entre os anos de 1986 e 1999, e pertencia às filhas Cristina e Rose.
“Nossa escola era do maternal à alfabetização e, por ser pequena, as mães diziam que era uma extensão de suas casas e famílias. Assim, minha mãe, que cuidava com todo carinho da cantina, era vista pelas crianças como a vovó Santa. Entre os quitutes que ela fazia estava o tronco que era o preferido da garotada. Toda festa de aniversário ou formatura esse era o bolo escolhido”, conta Cristina. “Até hoje uma das alunas vai até Conceição de Macabu, onde moro atualmente, buscar o tronco para o seu aniversário. Todos os anos ela faz a mesma coisa”, conta radiante, Dona Santa.

Se os alunos da escola“Gotinhas do Saber” eram apaixonados pelo tronco, imagina seus netos? Sophia, Isabela, Mariana e Liz contam que cresceram vendo sua avó preparar o doce. “Ele é tão marcante em nossa família que quando fazemos aniversário, nossos amigos perguntam se vai ter o bolo e dizem que se não tiver não comparecerão”, diverte-se Sophia, acompanhando atenta a montagem do tronco. Além das meninas, Dona Santa tem os netos Raphael e Caio.

Ao revelar a famosa receita, Dona Santa explica que é preciso ter paciência, já que a ela demora três dias para ficar pronta. “Primeiro fazemos dois bolos, um branco e outro preto, no dia seguinte cortamos as tiras, recheamos com baba de moça e o amarramos. Ele tem que ficar por mais 24 horas pendurado até que possa ser desenformado”, detalha, acrescentando ser necessária a ajuda de outra pessoa para amarar o quitute. O tempo de preparo é recompensador ao observarmos a alegria de Dona Santa ao reunir a família em torno de um doce que faz parte de sua trajetória.

Montagem do colo - foto Alle Tavares

 

Tronco da Tia Santa

Bolo branco
3 xícaras (chá) de açúcar refinado
5 ovos
200g de margarina
4 xícaras (chá) de trigo
1 xícara (chá) de leite
1colher (sopa) de fermento em pó
Na batedeira, bater bem o açúcar, os ovos e a margarina. Acrescente o trigo e o leite e bata novamente. Por último, misture delicadamente o fermento em pó.  Asse em um tabuleiro retangular (de 40X30 aproximadamente), untado e polvilhado.

Bolo de chocolate
Seguir a mesma receita e acrescentar:
1 xícara (chá) de chocolate em pó.

Baba de moça
12 gemas (ovos caipiras), passadas numa peneira fina
500 ml de leite de coco
800 gramas de açúcar refinado
Misture as gemas peneiradas com o leite de coco, depois acrescente o açúcar. Leve ao fogo baixo e mexa até ficar cremosa, levantando fervura. Não deixe ferver.
Cobertura
1 barra de chocolate ao leite ou meio amargo
4 colheres (sopa) de creme de leite
Leve ao fogo em banho-maria.

Montagem
Corte os dois bolos em tiras de mais ou menos 3cm (sentido do comprimento). Sobre uma mesa, forre uma toalha de tecido e sobre a toalha um plástico grande. Comece amontar o tronco. Faça uma carreira de bolo branco, ao lado de uma carreira de bolo escuro e mais uma de branco e mais uma de escuro, formando listras. Molhe com baba de moça. Em cima da primeira carreira, coloque mais uma camada, sobre a listra branca, coloque o bolo escuro e assim, vá alternando. Molhe com baba de moça e repita a sequencia até terminar o bolo.
Enrole o bolo no plástico, dando forma de cilindro/de um tronco, bem justo. Amarre as pontas para fechar. Enrole o tronco já envolto do plástico em uma toalha, amarre as pontas e deixe pendurado de um dia para o outro, para que a baba de moça possa colar o tronco. Desenrole e cote do tamanho desejado e faça a montagem que preferir, com frutas ou fios de ovos.

 

Confira abaixo o vídeo que mostra como montar o Bolo de Tronco da Dona Santa

Texto Alice Cordeiro

Edição nº 41/ Novembro 2015

Revista Digital

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
15 + 5 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.