Notícias e Variedades de Macaé
Início » Comment » Link permanente de comentário » Comentar

Comentar

Contratar um arquiteto é luxo ou necessidade?

qui, 10/02/2022 - 10:10 -- Divercidades
Categoria: 
Créditos: 
Arquivo
A pesquisa no site do CAU é de extrema importância, visto que apenas o profissional registrado no Conselho pode exercer a profissão.

Existe um tabu de que a contratação de um arquiteto é para poucos, além de considerado muitas vezes, supérfluo. Porém, já parou para pensar a fundo, na responsabilidade desse profissional?

Quando os assuntos são construções e reformas, sejam residenciais, comerciais, institucionais ou urbanísticas, é de extrema importância o envolvimento de um profissional de arquitetura em todo processo, a fim de garantir segurança, funcionalidade, estética, economia e adequação às normativas vigentes. Todo um planejamento deve ser realizado para tornar possível o sonho dos clientes. A seguir, indicarei seis passos que ajudarão os leitores a atentar para detalhes importantes antes de assinar um contrato.

     1- Tenha mapeadas as suas necessidades em relação a obra
É importante envolver o arquiteto desde a escolha do terreno ou imóvel, seja ele para fins residenciais ou comerciais. Existem nas cidades a lei de zoneamento, que define os usos, as atividades que podem ser instaladas em suas diferentes áreas. Essa escolha acertada e baseada na lei, facilitará a legalização do seu imóvel.

     2- Pesquisa do profissional

Definida a necessidade, é hora de começar a pesquisar o melhor profissional. Considere sempre a indicação de pessoas próximas, a pesquisa de portifólio pelas redes sociais e também pelo CAU (Conselho de Arquitetos e Urbanistas). A pesquisa no site do CAU é de extrema importância, visto que apenas o profissional registrado no Conselho pode exercer a profissão. No caso de algumas cidades, existe também o cadastro no Município, onde somente o profissional cadastrado poderá legalizar o seu projeto.     3- Sustentabilidade possível
Quando se pensa em construção, é fundamental entender que os projetos precisam respeitar as características naturais do terreno. Converse com o arquiteto sobre insolação, conforto térmico e lumínico. Em todo projeto, existe uma sustentabilidade possível, que é alcançada por meio de uma boa aplicação da arquitetura. Como exemplos cito a ventilação cruzada (que minimiza o uso do ar condicionado), a permissão de entrada luz natural no espaço (diminuindo o uso de luz artificial), a colocação de pano de vidro voltado para a fachada sul e leste, evitando que o ambiente vire uma “estufa”, dentre outros pontos.

     4- Avalie o custo benefício do orçamento
Cuidado com o barato que sai caro! Pense que, é na contratação de um bom profissional, que você irá valorizar seu projeto e sua construção. Contrate o responsável por essa etapa quando se sentir seguro pelos argumentos apresentados e, o principal, pelo nível de material fornecido pelo arquiteto. Inúmeras vezes recebi no escritório pessoas com trauma de alguns profissionais que contrataram, por não terem recebido o projeto, por não terem suas expectativas atendidas. Por essa razão, a pesquisa a fundo sobre o profissional que está contratando é fundamental. Disso depende o sucesso da sua obra.

     5- Exija proposta de serviço
A proposta de serviço nada mais é que um documento que descreve o material a ser recebido e também os prazos de entrega. Um projeto de arquitetura se divide nas seguintes etapas:

       1) Levantamento – físico e necessidades (briefing);
       2) Estudo Preliminar – primeiro contato com o projeto, muitas vezes contendo também o modelo em 3d.
       3) Anteprojeto – etapa de revisão tendo como base o estudo preliminar;
       4) Projeto Legal - material a ser entregue para legalização na prefeitura e no condomínio (quando for o caso);
       5) Projeto executivo de interiores – material final entregue para execução do projeto de interiores.

     6- Segurança e garantia
Independente do tamanho de sua obra, exija a RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) feito pelo arquiteto no CAU. Esse documento garante que haverá um responsável pela autoria de projeto e um responsável pela obra. Determinados profissionais se encarregam pelas duas etapas, mas entendam: a responsabilidade pela obra é algo extremamente importante e o profissional precisa realmente acompanhar todo o processo da construção, uma vez que ele responde, inclusive, juridicamente por qualquer coisa que venha acontecer, por exemplo, acidentes por falta de equipamentos de proteção individual.

Passado todos esses pontos, é a hora de ir em busca do profissional ideal!

Boa obra!

 

E- mail : contato@liviamelo.com
Site: www.liviamelo.com
Instagram: @liviameloarquitetura

 

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
2 + 5 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.

Marca da Agência Logomotiva - Presença Digital - Agência desenvolvedora e mantenedora