Notícias e Variedades de Macaé
Início » Comment » Link permanente de comentário » Comentar

Comentar

Flávia Vasconcelos estreia como colunista da DiverCidades.

ter, 03/11/2020 - 18:46 -- Alle Tavares
Categoria: 
Créditos: 
Arquivo
Flávia é uma mulher fascinada por arte, conhecimento, planetas e estrelas, sempre em busca de horizontes ao invés de fronteiras.

Nesta semana, uma nova colunista fará a sua estreia no Portal DiverCidades: a jornalista, escritora e astróloga Flávia Vasconcelos.

A astróloga transpessoal  passa a integrar o time de especialistas do site, que semanalmente, dividem com o público suas experiências e conhecimentos, por meio de um conteúdo descontraído, interessante e atual.

Flávia vai conduzir a nova coluna TENDÊNCIA DOS ASTROS.

Breve perfil da colunista:

Flávia é natural de Niterói /RJ, mas uma boa parte de sua família materna mora em Macaé. Veio para o município em 1996, logo depois  terminar a faculdade de Jornalismo e desenvolveu  as oportunidades profissionais que teve na cidade. "Gosto de morar em Macaé porque aqui, resgato a minha origem e tenho qualidade de vida para criar meus filhos. Sou mãe de 3 meninas (Liz, Maria Flor e Clarice, respectivamente, 18 anos, 10 anos e 5 anos) e de um menino-anjo, Pietro", fala Flávia.

Formada em Jornalismo, com pós-graduação em Assessoria de Imprensa, MBA em Marketing e Mestrado em Marketing Digital, Flávia acaba de terminar uma pós-graduação em Psicologia Transdisciplinar. "Estudo Vedanta há 2 anos e faço extensão universitária em Astronomia. Também tenho formação internacional em Florais de Bach", comenta.

Durante a transição profissional do Jornalismo para a Astrologia (nos últimos 13 anos), fez inúmeros cursos e formações nas áreas de cura, neurociências, antropologia, sociologia, cosmologia, filosofia, yoga, kabbalah, tarô e danças circulares."Eu pratico Astrologia de maneira transdisciplinar e transpessoal, unindo várias áreas do saber para traduzir a história de vida do ser humano", explica.

Flávia ama todas as áreas que atua, pratica Astrologia Vocacional, lê o mapa de nascimento e o mapa do ano, vê quais os convites da vida no agora e as tendências do porvir. Mas tem especial afeição pela Astrologia para crianças, pois se sente adubando uma semente para um mundo melhor. "Todo mundo deveria ouvir sobre a sua carta natal e saber as potencialidades do seu destino. Somos seres incríveis e muitas vezes não nos damos conta dos talentos que herdamos ao nascer", pontua.

Ela diz que por meio do olhar da Astrologia, as pessoas podem refletir se vivem em sintonia com a sua natureza íntima, entendendo as motivações das buscas existenciais, a singularidade que as tornam únicas no mundo, possibilidades extraordinárias são reveladas para uma vida com um sentido maior. "Conhecendo a nós mesmos podemos viver em harmonia com as pessoas, aceitando-nos e potencializando o que temos de melhor (assim como cuidando dos desafios existenciais que também nos ensinam sobre o bem viver)", destaca. Por meio do seu trabalho ela vê um despertar nas pessoas, a restauração de vínculos afetivos, maior tolerância à diversidade, autoestima, valor próprio e um ajuste no eixo da vida. "A Astrologia cria pontes entre o Ser e a Potência. Resgata em nós a percepção de que somos seres divinos e exclusivos, matéria-prima da Criação, com uma contribuição insubstituível ao Planeta", fala.

E sobre ser a nova colunista da Divercidades, ela quer desmistificar a Astrologia, para que as pessoas percebam o quanto este conhecimento milenar pode  assessorar no nosso cotidiano, para melhores decisões e relacionamentos a partir do autoconhecimento. "Apenas o conhecimento nos liberta da ignorância. A Astrologia acompanha a história evolutiva do homo sapiens há mais de 10 mil anos, vai muito além do horóscopo diário", completa.

Flávia por Flávia...

"Sou uma mulher fascinada por arte, conhecimento, planetas e estrelas, sempre em busca de horizontes ao invés de fronteiras. Vejo a vida como poesia existencial, eterna composição de possibilidades.  Destampo a boca da normalidade para o germe do verbo contaminar a ideia. Somente ao envergar o idioma em arremedo, liberto o espanto de permitir-me vento. Deprédo palavra por palavra até que o sujeito escorra substantivo ao ponto de exclamação. Sou tudo que me rasga por tanto ser: quero a profundidade dos desafios e a simplicidade do essencial. Eu só me envolvo naquilo que acredito. Minha palavra-corpo é a expressão maior das minhas empreitadas, tenho os sons graves e agudos de todas as buscas", finaliza Flávia. 

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
12 + 0 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.

Marca da Agência Logomotiva - Presença Digital - Agência desenvolvedora e mantenedora