Notícias e Variedades de Macaé
Início » Comment » Link permanente de comentário » Comentar

Comentar

Saúde Mental e cobranças durante o Isolamento Social

sex, 24/04/2020 - 10:23 -- Verônica Grijó
Categoria: 
Créditos: 
Arte web
isolamento social

A incerteza e o medo diante da pandemia que estamos vivendo estão deixando muita gente sem dormir, relaxar ou trabalhar direito. A mudança na rotina e a redução do contato físico com outras pessoas podem causar estresse, ansiedade, depressão, sobrecarga emocional, falta de atenção e, até mesmo, piora da saúde física. A falta de controle quanto ao retorno da normalidade e ao fim do confinamento é algo bastante complicado para o nosso emocional, gerando ainda mais ansiedade e angustia.
Com isso, uma série de sugestões de como ser produtivo nessa quarentena, com o intuito de gerar saúde mental e amenizar esse impacto, tem ganhado muito destaque nos meios de comunicação, tanto que passou a ser uma cobrança velada e aquele que não produz nada acaba se sentindo pressionado.
A todo tempo, entramos no Instagram e vemos lives sobre como ser produtivo, indicações de livros, dicas de treinos, cursos online, entre outros. São tantas informações que até esquecemos de nos perguntar se essas coisas fazem sentido na nossa vida, ou se queremos produzir esse tipo de atividade nesse momento. Esquecemos de checar como andam as nossas vontades, deixando de escutar as nossas emoções. Entramos em um ciclo de obrigações e comparações: “se todos estão fazendo, eu também tenho que fazer”, e passamos a ver de forma negativa os momentos de relaxamento e o ócio. É como se uma espécie de sentimento de culpa nos tomasse por não estarmos preenchendo o nosso tempo com atividades ditas produtivas. A sensação é de que, por estarmos fazendo menos coisas, parece que não estamos fazendo nada.
A questão é: ocupar todo o meu tempo de forma produtiva vai mesmo ajudar a minha saúde mental e amenizar os impactos do isolamento? Depende! Se suas escolhas ditas produtivas são genuinamente suas, ou seja, você escolhe fazer porque quer e porque gosta, a resposta é sim, mas caso sua escolha seja feita porque todo mundo está fazendo e você se sente pressionado a fazer, a resposta é não!
É importante ressaltar que saúde mental não diz respeito à ausência de doenças mentais, mas sim a comportamentos e sentimentos funcionais que não provoquem prejuízos à vida da pessoa, como ansiedade, angustia, autocrítica. Então, nesse momento, o melhor para a sua saúde mental é fazer aquilo que se tem vontade, sem cobranças, sem exigências e sem culpa! É claro que nem sempre podemos nos permitir não fazer nada devido às atividades domésticas, filhos, trabalho home office, etc. Mas, no resto, pegue leve com você, o confinamento já é bastante desafiador pra você ficar se cobrando tanto, e cobranças em excesso só geram mais estresse.
Vale lembrar também que é normal ter sentimentos desagradáveis e oscilações de humor nesse momento, mas não podemos esquecer que esta fase vai passar e, enquanto isso, precisamos agir de acordo com as nossas possibilidades.

Verônica Grijó

Psicóloga Clínica

Verônica

Contatos:
IG Psicóloga Verônica Grijó
Cel: (22) 99811-1090

 

 

 

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
14 + 6 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.