Notícias e Variedades de Macaé
Início » Comment » Link permanente de comentário » Comentar

Comentar

Oxigênio Hiperbárico e a Osteomielite

qua, 15/01/2020 - 17:21 -- Divercidades
Categoria: 
Créditos: 
Alle Tavares
Homem sentado a mesa médico

Antônio José Leite foi atropelado quando tinha 15 anos, no ano de 1975. Na época, ele fraturou o fêmur em seis lugares e contraiu osteomielite. Na década de 90, já com a doença, ele voltou a fraturar o mesmo osso em dois momentos distintos. “A osteomielite vai e volta, sempre preciso retornar ao tratamento. Dessa vez, a crise iniciou em janeiro e o médico me deu a opção de não operar e fazer o tratamento hiperbárico. Resolvi acatar a última opção, sem cirurgia, e estou vendo um resultado muito positivo: a cicatrização foi mais rápida e há quatro meses a ferida está fechada”, conta.Homem em pé

A osteomielite é uma infecção dos ossos e pode ser causada pelo sangue (hematogênica), por alterações vasculares, comum em pacientes diabéticos, ou por algum trauma de alta energia, como fraturas, lesões das partes moles e, em casos mais graves, fraturas expostas, que deixam o osso mais suscetível à infecção.

O ortopedista Dr. Jalmeir Vianna explica que a osteomielite dificilmente tem cura. “O paciente sempre terá que fazer o monitoramento, pois se a imunidade dele cair e ele não cuidar, poderá reativar o foco da infecção”, destaca.

O médico frisa que todas as vezes que for detectada a infecção, o tratamento indicado é cirúrgico, para a retirada do tecido doente e coleta do material para fazer cultura, a fim de identificar a bactéria que está causando a patologia. Após a cirurgia, é iniciado tratamento com antibiótico e hiperbárica.

“A hiperbárica potencializa a ação do antibiótico, favorece o sistema de defesa que destrói as bactérias; estimula a cicatrização, a formação de novos vasos sanguíneos e diminui indicadores inflamatórios. Esses benefícios diminuem o tempo de internação e do uso de antibiótico, com um ganho expressivo para os pacientes”, lista Dr. Jalmeir.

O médico hiperbarista, Dr. Frederico Matos, reforça que a osteomielite não tem cura, mas salienta que há controle. “Normalmente, o paciente com essa doença faz de 30 a 50 sessões na hiperbárica, pois apesar da fístula fechar antes, a infecção continua internamente. A câmara proporciona o aumento da quantidade de oxigênio no plasma sanguíneo e mata as bactérias anaeróbias, além potencializar algumas funções do corpo”, ressalta.

homem sentado A clínica Oxigênio Hiperbárico de Macaé (O2HM) possui duas câmaras na cidade: uma monoplace, localizada junto ao Hospital São João Batista, para pacientes internados, e a multiplace, com capacidade de atender até 54 pacientes por dia, na clínica da Imbetiba. Os médicos hiperbaristas acompanham a evolução do tratamento e os pacientes que apresentarem fístulas têm a opção de fazer os curativos na unidade, com profissionais especialistas na área.

Antônio José declara a sua satisfação em relação ao tratamento. “A minha osteomielite é crônica, já passei por vários tratamentos, e posso dizer que este, com a câmara hiperbárica, é muito eficaz. Infelizmente, alguns médicos ainda relutam em indicar esse tratamento. No meu caso, foi um infectologista que me orientou, e estou muito satisfeito”, revela. O paciente conta que é um tratamento longo, mas que está valendo a pena. “Comecei vindo todos os dias, e agora, só consigo vir três vezes por semana, mas o resultado está chegando e o importante é que não precisei fazer cirurgia”, destaca.

Dr. Jalmeir explica que a câmara hiperbárica também é muito eficiente nos casos de artrite séptica, que é a infecção nas articulações e pode ser desencadeada pela osteomielite ou vice-versa.

 

CENTRO
Rua Dr. Júlio Olivier, 346 - Sala A
IMBETIBA
Rua Dr. Bueno, 627
Tel. 22 2759-9082 / 99104-3406
E-mail: oxigenoterapia@yahoo.com.br

Texto Tathiana Campolina

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
14 + 3 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.