Notícias e Variedades de Macaé
Início » Colunistas » No Divã » O seu medo te paralisa?

O seu medo te paralisa?

qui, 05/03/2020 - 11:07 -- Divercidades
Categoria: 
Créditos: 
Arquivo Web
texto sobre o medo

O medo é uma emoção comum e que é sentida por todas as pessoas, em diferentes momentos da vida, é um mecanismo de proteção e de sobrevivência.
Para ilustrar, podemos pensar que existem 2 tipos de medo, os medos reais que estão associados a situações que oferecem riscos reais, como o medo de se machucar ao saltar de paraquedas ou o medo de ser demitido após expor suas opiniões pessoais na empresa. Esses medos são agentes protetores, e não geram insegurança, pois não são capazes de interferir no sentimento de capacidade individual e são reais e concretos no risco oferecido. E eles nos fazem pensar antes de agir, de tomar uma decisão ou de fazer uma escolha.
Já os medos emocionais, estão diretamente ligados ao estado de intensa ansiedade, dizem respeito ao temor de passar por alguma situação que possa provocar prejuízos emocionais, como medo de errar, de se frustrar, de ser rejeitado, criticado ou abandonado. Um exemplo de situação no qual o medo emocional atua pode ser encontrado em pessoas que se sentem insatisfeitas em seus relacionamentos amorosos, mas insistem na relação que já não traz felicidade simplesmente porque têm medo de ficar sozinhas.
Um dos mais fortes sentimentos do ser humano é o medo da rejeição. A possibilidade de não atender ou superar a expectativa das pessoas dispara o nosso maior medo, o de ser rejeitado ou criticado, elevando ainda mais os nossos níveis de ansiedade.
Os medos emocionais despertam insegurança, e geralmente estão relacionados a um sentimento de incapacidade, inferioridade e não merecimento. Ele é capaz de paralisar a vida do indivíduo, que passa a perder oportunidades, desistir de sonhos e se afastar das pessoas importantes.
Lidar com o medo requer reflexão e consciência do que é real ou não. Uma boa forma de refletir sobre o medo é perceber que ele surge da preocupação sobre o que poderá acontecer em consequência de um evento, e não o evento em si. Ou seja, é proveniente de pensamentos negativos que levam o indivíduo a acreditar que algo de ruim vai acontecer. E para tomar consciência do que se sente, escrever é um recurso extremamente útil, onde através da leitura é possível ver as coisas sob uma nova perspectiva, percebendo aspectos que, até então, não estavam tão claros. Além disso, escrever permite organizar nossos pensamentos e entender o que precisa ser feito para promover uma mudança de comportamento.
Não permita que o medo te paralise na busca de novos desafios e na realização dos seus sonhos. Viver é correr riscos, é se lançar nas oportunidades, pois somente assim é possível se libertar e ser feliz!

Procure ajuda se perceber que os medos estão lhe impedindo de viver como gostaria!
⠀⠀
Beijos,

Verônica Grijó

Verônica psicologa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Psicóloga Clínica

Cel/ Whats (22) 99811-1090
@psiveronicagrijo
 

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
6 + 5 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.