Notícias e Variedades de Macaé
Início » Colunistas » Corpo fitness » Massa muscular: por que é tão importante?

Massa muscular: por que é tão importante?

qui, 19/10/2023 - 17:42 -- Divercidades
Categoria: 
Créditos: 
Imagem web

Quando uma pessoa decide iniciar uma rotina de exercícios, geralmente seu objetivo é ganhar massa muscular, e o que a motiva são fatores estéticos. Mas o que é massa muscular e por que ela é fundamental para diminuir o tempo de internação e o risco de complicações?
Os músculos são as estruturas que nos dão força para realizar movimentos como andar, correr ou simplesmente levantar um copo d’água. Eles também são responsáveis pela sustentação da coluna quando ficamos em pé ou nos sentamos; regulam o volume dos órgãos; controlam a movimentação de substâncias dentro do organismo (como o sangue nas artérias); e produzem o calor que ajuda a manter a temperatura corporal.
O músculo esquelético constitui cerca de 40% da massa corporal total de uma pessoa e tem papel importante em diferentes processos fisiológicos, como resposta imunológica, regulação dos níveis de glicose, síntese de proteínas e metabolismo.Se a massa muscular se apresentar reduzida, há maior chance de a pessoa desenvolver infecções e outras doenças. Além disso, o músculo auxilia no equilíbrio e na proteção da estrutura óssea, o que é especialmente importante para os idosos.
Um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP) avaliou quase 900 idosos com idade maior ou igual a 65 anos, relacionando o índice de massa muscular e a longevidade deles. Os pesquisadores chegaram à conclusão de que o risco de mortalidade aumentou em 62 vezes entre as mulheres com pouca musculatura e 11 vezes para os homens na mesma condição — homens têm mais testosterona ao seu favor.
Em um outro estudo também realizado pela USP, 186 indivíduos hospitalizados com covid-19 moderada ou grave, identificou que aqueles que tinham mais força e massa muscular tendiam a permanecer menos tempo internados. Os resultados, portanto, sugerem que esses indicadores podem ajudar a prever o tempo de internação pela doença.
Eles podem ser úteis para um trabalho preventivo com indivíduos com maior risco de agravamento.Isso significa tornar indivíduos com menos massa e força muscular e, portanto, mais vulneráveis, mais aptos a enfrentarem uma possível internação. Quanto menores a força e a massa muscular, maior é a chance de o indivíduo ter complicações. Isso pode ser generalizado para uma série de condições.” afirma Hamilton Roschel, autor do estudo e um dos coordenadores do Grupo de Pesquisa em Fisiologia Aplicada e Nutrição da Escola de Educação Física e Esporte (EEFE) e da Faculdade de Medicina (FMUSP).
A perda muscular está associada a complicações, desfechos clínicos negativos e pode aumentar significativamente o tempo de internação, bem como os custos hospitalares.
Para homens e mulheres, o "segredo" para ganhar massa muscular é o mesmo: uma combinação de exercícios e alimentação. Na atividade física, o ideal é realizar mais exercícios de força, como musculação, mas sem esquecer do aeróbico. Na dieta, a recomendação é ingerir alimentos ricos em proteínas e pobres em gordura saturada.
Agora que você sabe que ganhar massa muscular vai muito além de estética, o que você está esperando para sair do sedentarismo e começar a cuidar da sua saúde?

Contatos:
IG Essencial Fit
Email: atendimento@essencialfit.com.br
Tel: 22 2142 4729

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
6 + 0 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.

Marca da Agência Logomotiva - Presença Digital - Agência desenvolvedora e mantenedora