Notícias e Variedades de Macaé
Início » Colunistas » Casa Show » Jardim vertical, painel verde ou parede viva

Jardim vertical, painel verde ou parede viva

sex, 08/07/2016 - 15:09 -- Saulo Moreira
Categoria: 
Créditos: 
Foto do jardim: Hana Garden
jardim vertical

Um ambiente sem plantas é um ambiente sem vida - ouço isso desde pequeno e talvez naquela época não tivesse essa percepção, mas hoje não tenho dúvidas da falta que faz um “verde” na composição dos ambientes.

Foto: arquivo pessoal Saulo Moreira

jardim vertical
Venho percebendo de alguns anos para cá, em várias mostras de decoração que eu visito, cada vez mais forte a presença das plantas nas paredes, ora em quadros ora formando um maciço. E o melhor, não apenas em espaços externos, mas também em espaços internos!

 

O jardim vertical não tem apenas a função de embelezar os espaços, como eu disse ele traz vida, ajuda a melhorar o ar, como um filtro de poluição e contribui para o conforto térmico e acústico.

Foto: arquivo pessoal Saulo Moreira

jardim vertical
Agora vem o que eu sempre ouço – “mas eu não tenho tempo para cuidar de planta”, ou então “mas planta dá muito trabalho”, ou ainda “mas as plantas só ficam bonitas no início, com pouco tempo elas ficam feias”, CALMA! Vamos por partes!

 

Primeiro, é importante saber que temos opções de plantas artificiais, preservadas e naturais. A artificial, e a mais polêmica, como o nome diz são plantas fabricadas e nesse caso é muito importante escolher um produto de qualidade para que possa ser o mais parecido possível com o real. Não sou contra planta artificial, até acho super válido em certos casos, mas isso já é assunto para uma próxima coluna.  A preservada é a planta natural que passa por um processo químico deixando-as intactas e mantendo sua textura e cor por até 3 anos sem a necessidade de água e luz solar. Por fim, a natural é a planta na sua forma original, onde são necessários todos os cuidados como poda, irrigação e iluminação.

Foto: arquivo pessoal Saulo Moreira

jardim vertical
Agora vamos às estruturas, que podem ser de bloco cerâmico ou de concreto, jardineira de concreto, vasos de plástico ou pvc presos diretamente na parede ou na tela de aço galvanizado, entre outros. Alguns modelos podem ter irrigação automática e para isso é necessário ter um ponto de água e energia no local onde será instalado o jardim.

 

É sempre bom lembrar que um profissional da área pode indicar os melhores tipos de plantas e forma de fixação para seu ambiente, de acordo suas necessidades, condicionantes e efeito desejado.

 

Saulo Moreira é arquiteto e urbanista

Facebook Saulo Moreira Arquitetura + Design
E-mail: contato@saulomoreira.com
Instagram: @saulopmoreira

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
2 + 8 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.