Notícias e Variedades de Macaé
Início » Notícias » Escoteiros de Macaé

Escoteiros de Macaé

qua, 21/08/2013 - 14:16 -- Divercidades
Categoria: 
Créditos: 
Foto Portal Divercidades
Escoteiros do 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé

Todos os domingos pela manhã, aproximadamente 80 crianças e jovens têm compromisso certo em Macaé, participar das atividades do 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé. O Grupo colabora com a formação moral dos jovens, o despertar da conscientização da cidadania e mostra a importância de consolidar valores em conjunto.

Ana Carolina de Souza, de 9 anos, tem na ponta da língua o que já aprendeu com os escoteiros. “Não fazer bagunça, não mentir, não brigar com os colegas, respeitar os mais velhos e fazer, sempre, o melhor possível”, diz. Willian da Silva Cândido, de 12 anos, fica animado quando chega o domingo. “É muito bom porque a gente se diverte com os colegas, fico muito feliz de participar. Tem natação, acampamento e um monte de outras coisas. E tem sempre alguma coisa nova para aprender”, fala Willian.crianças escoteiras de mãos dadas fazendo roda - escoteiros de Macaé

O 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé é uma organização sem fins lucrativos que existe desde outubro de 2003 e foi instituído com o intuito de auxiliar na formação do caráter de crianças e jovens de baixa renda de Macaé. Segundo o diretor de políticas para o interior da União dos Escoteiros do Brasil (UEB) e escotista voluntário do 115º Grupo, Antonio Felipe de Almeida Gonçalves, os escoteiros seguem um método educativo de trabalhar cinco áreas: o físico, o afetivo, o intelectual, o espiritual e o social. São chamados de escotistas os adultos que realizam trabalho voluntário de coordenação e supervisão das crianças e jovens

“O objetivo é entregar para a sociedade um jovem ciente do seu papel e, tudo é na base do aprender fazendo. Em todas as atividades tem um trabalho por trás. Se a gente percebe que os jovens estão brigando, procuramos uma atividade para resolver o problema sem que eles percebam que estamos trabalhando na solução”, explica Antonio. Os escoteiros pagam uma taxa simbólica de R$ 10,00 por mês para fazer parte do Grupo. Mas, os que não possuem condições financeiras de contribuir passam por avaliação socioeconômica. Se confirmada a carência financeira, a isenção da taxa é concedida.

escoteiros tendo aula de culinária - escoteiros de macaéCrianças de 7 anos até jovens de 21 se reúnem todo domingo, das 9h às 12h, sob supervisão de adultos escotistas. Os encontros acontecem no Iate Clube de Macaé, no Centro de Convivência do Idoso localizado no bairro Ajuda de Baixo, na Coordenadoria Municipal de Educação e Atendimento ao Escolar (Cemeaes) da Barra e, as atividades de acampamento são realizadas na Pesagro – Centro Estadual de Pesquisa das Baixadas Litorâneas de Macaé, no Horto. Os escoteiros são divididos em turmas por faixa etária e cada grupo desempenha uma tarefa.

 

escoteiros brincando e fazendo atividade com bambus - escoteiros de MacaéAs crianças e jovens aprendem por meio da prática e são, sempre, coordenados por um adulto. Várias atividades são realizadas como jogos didáticos, aula de culinária, ações ambientais como recolhimento de lixo em locais públicos, caminhada na serra, escalada, natação, etc. Durante as atividades, alguns valores são trabalhados com os jovens como respeito às regras, disciplina, valorização do trabalho em equipe, entre outros. “Os valores da Lei escoteira são a lealdade, o altruísmo, a bondade, a cortesia, a integridade, a amizade, o respeito à natureza e a proteção, o respeito ao próximo, o patriotismo e a honra. Nós dizemos que a palavra de um escoteiro vale mais que sua própria vida”, fala Antonio.

Iago , que é filho de Simonia Abreu, de 41 anos, participa do Grupo desde os 8 anos de idade. Hoje, ele tem 16 anos. A mãe diz que Iago se desenvolveu muito depois que virou escoteiro. “É um trabalho muito importante porque dá um direcionamento para as crianças no que diz respeito ao comportamento. O Iago aprendeu muitas coisas que vai levar para o resto da vida dele. Iago era muito tímido e com os escoteiros ele se soltou mais e passou a se relacionar melhor com os outros”, relata Simonia.

O atendimento a mais jovens depende da adesão de novos escotistas voluntários

Os adultos que coordenam todas as atividades dos escoteiros realizam trabalho voluntário. Os próprios jovens que se formam escoteiros, depois de completar 21 anos podem se tornar escotistas voluntários. Foi o que fez a Sabrina Tamara Sarmento Silva, de 21 anos. “Virei escotista porque eu gosto, me faz bem e porque fico entre os amigos”, diz.

Os pais das crianças e jovens escoteiros também podem ser escotistas. Segundo Antonio, só não há mais vagas abertas para crianças e jovens porque o número de escotistas não comporta atendimento maior. “Hoje temos lista de espera e as crianças interessadas tem que se inscrever. Se o pai da criança vir a ser voluntário vai ajudar com que mais pessoas entrem no Grupo”, fala Antonio.

Como participar do Grupo?

escoteiro brincando - escoteiro de MacaéAs crianças e jovens interessados em participar do 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé podem se inscrever na lista de espera. A inscrição pode ser feita pelo e-mail macahe@gmail.com , pela página do grupo no facebook ou pelo telefone (22) 9964-6725. Quem quiser, também pode comparecer ao Centro de Convivência do Idoso, localizado na Estrada do Imburo, km 2, Bairro Ajuda de Baixo, aos domingos entre 9h e 12h e procurar os escotistas voluntários.

Movimento escotista

O escotismo foi fundado pelo inglês Lord Robert Stephenson Smyth Baden-Powell, em 1907. O movimento escotista está presente em países do mundo inteiro e tem finalidade de contribuir com o desenvolvimento do jovem, por meio de sistema de valores baseados na Lei Escoteira. O movimento também e reconhecido por valorizar a prática como melhor forma de aprendizado e prezar pela vida ao ar livre. Segundo dados da União dos Escoteiros do Brasil, há mais de 70 mil escoteiros filiados à intituição.
 

Comentários

Enviado por Divercidades em
Olá Judimar, Nesta matéria mostramos um grupo de escoteiros de Macaé que atende crianças e jovens até 21 anos. Mas pode ser que exista outro grupo de escoteiros em Macaé que atenda adultos. Você pode entrar em contato com o 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé pelo telefone (22) 9964-6725 e perguntar se há outro grupo de escoteiro em Macaé que atenda adultos.

Enviado por joice em
quero muito que meus filhos entrem eles amam esse projeto creio que vou consequir vaga para os dois

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
1 + 0 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.